Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ruas Expostas

Um blogue em português sobre fotografia e fotografia de rua, por Orlando Figueiredo

Ruas Expostas

Um blogue em português sobre fotografia e fotografia de rua, por Orlando Figueiredo

Caderno 1: O que é a Fotografia de Rua?

Folha 3: Cores ou preto e branco

Índice do Caderno 1: O que é a Fotografia de Rua?

📷

O preto e branco é, para muitos fotógrafos de rua, a escolha de eleição. Limitações técnicas levaram a que, durante muitos anos, a fotografia monocromática fosse a única alternativa disponível, acabando por moldar o imaginário coletivo.

O francês Henri Cartier-Bresson (1908-2004), um marco indiscutível na fotografia de rua e um dos fundadores do coletivo Magnum em 1947, é conhecido pelo seu trabalho no campo do fotojornalismo e da fotografia de rua e frequentemente associado ao preto e branco.  De facto, em 1952, quando Cartier-Bresson publicou o seu mais famoso trabalho  The Decisive Moment*, justificou o recurso ao preto e branco com base em limitações técnicas do filme a cores – as baixas velocidades obrigavam a uma redução da profundidade de campo; duas décadas mais tarde, com o desenvolvimento técnológico este já não era um argumento válido, e Cartier-Bresson passou a incentivar os fotógrafos a usarem o preto e branco por uma questão de princípio (Sontag, 2012). Poder-se-ia pensar que Cartier-Bresson não tivesse produzido nada relevante a cores, mas tal não é verdade. Ainda que por imposição da entidade que lhe comissionou a obra, um exemplo de um Cartier-Bresson a cores é a reportagem fotográfica Red China, encomendada e publicada pela revista Life em 1958, intitulada Red China. Como o nome deixa adivinhar, as fotos foram impressas a cores. A obra de arte, depois de criada, adquire vida própria e segue a sua vida de forma independente do autor. A a obra colorida de Cartier-Bresson não é exceção. Ainda que a fotografia a cores de Cartier-Bresson encontrasse lugar apenas e a contragosto no contexto profissional do mestre, isto não retira ao seu trabalho um inegável cunho de fotografia de rua. William Eggleston (1939 - ), ainda que se tenha iniciado com o preto e branco, foi um dos pioneiros da cor no contexto da fotografia de rua (Mendonça, 2019), nome a que se pode juntar o outsider Saul Leiter (1923 – 2013) que apenas deu a sua obra ao conhecer ao mundo me 2006, quando publicou algumas das suas primeiras fotografia a cores num livro intitulado Early Color (Leiter e Harrison, 2006). Não importa se involuntária ou imposta, a cor é uma opção, cada vez mais presente, no contexto da fotografia de rua. Apesar da tradição vincada do preto e branco leva a que muitos fotógrafos, ainda hoje, o usem quer intercalado com séries a cores ou em exclusivo, como é o caso do fotógrafo português Rui Palha (1953 - ). Porém, e apesar da preferência mostrada por muitos pelo preto e branco, a cor está na fotografia de rua e veio para ficar. Nomes sonantes como Bruce Gilden (1946 - ) ou Joel Meyerowitz (1938 - ) tem trabalhos publicados nos dois formatos e usam-nos funcionalmente como forma de expressão artística . Ainda no contexto da Lusofonia, o brasileiro Gustavo Minas (1981 -), que lançou em 2019 o seu primeiro livro Maximum shadow, minimal light (Minas, 2019), desenvolveu, até à data, um trabalho extraordinário com recurso exclusivo à fotografia a cores.

O que fazer? Cores ou preto e branco? A decisão final é pessoal e a escolha fica ao critério do fotógrafo em função do seu gosto pessoal, da mensagem que procura transmitir e das opções estéticas e artísticas que procura. 

___

* O título em inglês, The Decisive Moment - O Momento Decisivo é, segundo Carolyn Drake (fotógrafa), uma tradução pouco fiável e com objetivos comerciais do original em francês Images à la Sauvette que pode ser traduzido por Imagens (conseguidas) à pressa.

 

publicado às 19:44

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub